TICs no Ensino.png

E-book Tecnologias da Informação e Comunicação no Ensino: desafios contemporâneos

Área de conhecimento: Ciências Humanas

Ano: 2021

1ª Edição      Vol. 1

ISBN: 978-65-89928-07-2

DOI: 10.47538/AC-2021.11
 

E-book Tecnologias da Informação e Comunicação no Ensino: desafios contemporâneos

     Em um cenário em que a tecnologia está presente na rotina acadêmica de diversas instituições de ensino e, na maioria das vezes, na própria rotina dos estudantes, é primordial que professores busquem alternativas inovadoras para conectar os alunos com um novo modelo de ensino e aprendizagem. Os professores e educadores devem proporcionar aos alunos maior autonomia, interatividade e criatividade em seu aprendizado. Mais ainda, em uma visão sobre profissional do futuro, é dever não só das instituições, mas também do professor, estar antenado com as novas ferramentas tecnológicas de educação. Nós professores devemos passar por uma transformação digital, com riscos, de que se tal não ocorra, não encontraremos a luz no fim do túnel.

     Essa transformação no ensino não deve ser somente no ambiente escolar, sala de aula presencial ou virtual, mas também nos paradigmas sobre como educamos. Implementar Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) nas diferentes modalidades de ensino (presencial, híbrido ou à distância) é necessário para despertar maior interesse e interatividade entre discentes da geração dos millennials, geração Y (indivíduos nascidos entre o período da década de 80 até o começo dos anos 2000), já que essa geração se caracteriza pela renovação, conectividade e interações virtuais midiáticas e sociais e, provavelmente, nas suas relações de trabalho.

     Essa geração está sempre a um clique de resolver alguma dúvida ou obter informações, sendo assim, mantermos paradigmas em sala de aula implica em menores interações com os professores, uma vez que os discentes dessa geração conseguem achar o que procuram de maneira mais rápida em seus smartphones ou computadores. No mercado consumidor, as empresas se adaptaram às tendências de compras e padrões de comportamento desse público. Na educação isso não pode ser diferente, devemos utilizar as ferramentas tecnológicas para favorecer a participação e interação, cocriação de materiais didáticos, feedbacks no processo de ensino e aprendizagem. Precisamos pensar a educação como uma empresa eficiente em seus serviços, com missão de crescimento e expansão de seus negócios. E o negócio na educação é o aprendizado, hoje mais do que nunca, dependente das TIC para um melhor desempenho.

     Tudo isso passa, obrigatoriamente, pelo trabalho do professor na identificação e implantação dessas ferramentas em seus planos de ensino, no estímulo e mediação do interesse do aluno, na construção de regras de socialização e cidadania e no aguçamento de uma ética coletiva.

     As TIC na educação já são uma realidade em muitas salas de aula. Os alunos estão cada vez mais conectados e interessados em processos automatizados, logo, escolas, universidades que não ofereçam ferramentas no processo de ensino-aprendizagem estarão fadadas ao fracasso.

     Entretanto, as dificuldades de conexão por falta de aparelho, internet banda larga ou pacote de dados móveis são grandes entraves para a popularização e universalização do acesso às TIC que devem ser pensados e discutidos durante a implementação de quaisquer ferramentas de suporte no processo de ensino e aprendizagem. Faz-se necessário a implementação de políticas públicas de auxílio digital a indivíduos desamparados socioeconomicamente, por exemplo, em escolas e universidades públicas.

     Por fim, é um grande desafio tanto para os professores/educadores como para estudantes, tanto no ensino presencial, como no híbrido e/ou ensino à distância a implementação e utilização com eficácia das TIC. Este livro oportuniza a divulgação de experiências vividas, de projetos com objetivos de implementação do uso de TIC, de divulgação de novas tecnologias, dentre outros.