top of page
CAPA da Revista Amplamente (1).png

ABORDAGEM CONSTRUTIVISTA X CONHECIMENTO

Keilla Tavares de Aquino
Faculdade de Inhumas - FacMais
http://lattes.cnpq.br/0421320735221181
E-mail: keilla.aquino@gmail.com


DOI-Geral: http://dx.doi.org/10.47538/RA-2022.V1N3
DOI-Individual: http://dx.doi.org/10.47538/RA-2022.V1N3-09


RESUMO:

O presente trabalho busca abordar o tema acerca da abordagem construtivista na educação sob o pensamento de Piaget. Quando são dadas oportunidades e ofertados estímulos adequados, a criança aprende de forma mais interativa, intensa e consequentemente, de forma mais prazerosa, dessa forma a abordagem construtivista é de suma importância no momento da construção do conhecimento infantil. As escolas devem ter planejamentos flexíveis para se adequar às fases da aprendizagem, tornar as crianças sujeitos ativos na construção do conhecimento e usar de metodologias inclusivas. A interação da família no desenvolvimento das atividades e participação da rotina escolar é de grande valia para que a abordagem construtivista seja concretizada e tenha o resultado esperado no desenvolvimento do aprendizado infantil.


PALAVRAS-CHAVE:

Construtivismo. Piaget. Conhecimento. Educação. Interação Social.

BIOGRAFIA DO AUTOR:

Possui graduação em Letras - Português e Inglês pela Universidade Estadual de Goiás (1999). Atualmente é Coordenadora de turno - Colégio Estadual Deputado José Porfírio. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Língua Portuguesa. Participei de duas especializações, sendo uma em Gestão Escolar, pela Universidade Federal de Goiás (2008/2009) e Metodologia do Ensino Superior, pela Universidade Estadual de Goiás (2000/2001). Além da atuação na área de docência, exerci várias outras funções, como: Coordenadora Pedagógica, Dinamizadora de Laboratório de Informática, Tutora Pedagógica, professora do Programa Goiás Mais ENEM (cursinho preparatório para o Exame Nacional do Ensino Médio e vestibular), Coordenadora do Ensino Médio pela Subsecretaria Metropolitana de Educação, em Goiânia-Go, instrutora de cursos profissionalizantes do SENAC (Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial) e Direção escolar.

REFERÊNCIAS

ARAÚJO, Ceres Alves de. Pais que educam – uma aventura inesquecível. São Paulo: Gente, 2005.


BECKER, Fernando. O que é Construtivismo? Série Ideias, n. 20. São Paulo: FDE, 1994.


CURY, Augusto. Pais brilhantes, professores fascinantes. 3 ed. Rio de Janeiro: Editora Sextante, 2003.


LEÃO, Denise Maria Maciel. Paradigmas Contemporâneos de Educação: Escola Tradicional e Escola Construtivista. Cadernos de Pesquisa, n. 107, julho/1999.


MOREIRA, M. A. Teorias de Aprendizagem. São Paulo: Editora Pedagógica e Universitária, 1999


MOREIRA, M. A.; OSTERMANN, F. Teorias construtivistas. Porto Alegre: UFRGS, 1999.


PIAGET, Jean. Aprendizagem e conhecimento. Rio de Janeiro: FreitasBastos,1975.


________. O nascimento da inteligência na criança. São Paulo: Zahar. POZO, J.I. Teorías cognitivas del aprendizaje. 9a ed. Editora Morata, 1973.


SANCHIS, Isabelle de Paiva e MAHFOUD, Miguel.Interação e construção: o sujeitoe o conhecimento no construtivismo de Piaget. Revista Ciência e Cognição, volume 12, 2007.


SILVA, Roberto Aguilar Machado Santos, VIÑAS, Suzana Portuguez. O Cérebro Piagetiano: as bases do construtivismo neural e a teoria do desenvolvimento cognitivo de Jean Piaget. 1a ed. Viñas Editora. Santo Angelo – SC, 2018.


SPODEK, Bernard; SARACHO, Olívia N. Ensinando crianças de 3 a 8 anos. Porto Alegre: ArtMed, 1998.


TIBA, Içami. Quem ama educa. São Paulo: Gente, 2002.

CAPA Revista Amplamente 3.png

COMO CITAR:

AQUINO, K. T. Abordagem construtivista X conhecimento. Revista Eletrônica Amplamente, Natal/RN, v. 1, n. 3, p. 96-107, jul./set. 2022.

Publicado: 20/09/2022

LICENÇA:

 

Licença CC-BY-NC-ND

Todo o conteúdo desta Revista eletrônica está licenciado sob uma Licença de atribuição Creative Commons. Atribuição-NãoComercial-
SemDerivações 4.0 Internacional.

Atribuição — Você deve dar o crédito apropriado, prover um link para a licença e indicar se mudanças foram feitas. Você deve fazê-lo em qualquer circunstância razoável, mas de nenhuma maneira que sugira que o licenciante apoia você ou o seu uso.

NãoComercial — Você não pode usar o material para fins comerciais.

SemDerivações — Se você remixar, transformar ou criar a partir do material, você não pode distribuir o material modificado.

bottom of page