top of page
CAPA da Revista Amplamente (1).png

O LEGADO DOS POVOS AFRICANOS PARA A FORMAÇÃO DA CULTURA
BRASILEIRA E INSERÇÃO DE SUA HISTÓRIA NO CURRÍCULO ESCOLAR

Caroline Rodrigues de Freitas Fernandes
Universidade do Estado do Rio Grande do Norte
https://orcid.org/0000-0002-9198-6746
http://lattes.cnpq.br/5956672837215695
E-mail: caroline_brum2005@hotmail.com


DOI-Geral: http://dx.doi.org/10.47538/RA-2022.V1N2
DOI-Individual: http://dx.doi.org/10.47538/RA-2022.V1N2-09


RESUMO:

A construção da sociedade brasileira baseou-se na diversidade cultural existente em nosso território, principalmente entre povos nativos e os colonizadores. Esta formação social foi derivada da miscigenação e se intensificou nas relações que marcaram os encontros e desencontros destes povos, resultando nas diversas ações conjuntas que originou novas culturas e costumes. Este artigo tem por objetivo compreender a importância da cultura africana, descrevendo sua trajetória e processos na formação da sociedade brasileira. O objetivo geral da pesquisa consiste em compreender a cultura africana como elemento construtivo da sociedade brasileira. A metodologia utilizada é de natureza qualitativa, organizada mediante pesquisas bibliográficas exploratórias. A influência africana no Brasil ocorre através de diversos aspectos hoje comuns à nossa cultura, tais como: a língua, a culinária, as danças, as músicas, algumas religiões e demais costumes dos diversos grupos vindos do continente africano.


PALAVRAS-CHAVE:

Cultura Africana. Formação social. Multiculturalismo. Sociedade brasileira.

BIOGRAFIA DO AUTOR:

Pós-Graduada em Mídias na Educação (UERN). Graduada em História (UERN). Docente no Município de Macau/RN.

REFERÊNCIAS

BRASIL. Lei no 10639 de 9 de janeiro de 2003. Ministério da Educação. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das Relações Étnicos Raciais e para o Ensino de História e Cultura Afro-Brasileira e Africana. MEC/SECAD. 2005.


BRASIL. Parâmetros Curriculares Nacionais: história e geografia. Secretaria de Educação Fundamental. 2. ed. RJ: DP&A, 2000.


CHAUÍ, Marilena. Convite a Filosofia. São Paulo: Ática, 1994.

 

GEERTZ, C. A interpretações das culturas. Rio de Janeiro: LTC, 1989.


GONZAGA, Gilka Barbosa. A trajetória do povo africano escravizado e a influência de sua cultura na formação do povo brasileiro. 2011. Disponível em: <http://dspace.bc.uepb.edu.br/jspui/bitstream/123456789/2387/1/PDF%20-%2Gilka%20Barbosa%20Gonzaga.pdf>.

 

IBGE. Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Trabalho e Rendimento. Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua 2012/2019. Disponível em: <https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv101707_informativo.pdf>. Acesso em: 01/11/2022.


MACEDO, C. A. Programa Cultural para o Desenvolvimento do Brasil. In: BARROS, J. M. (Org.). Diversidade Cultural: da proteção a promoção. Belo Horizonte: Autêntica, 2008.


MORIN, Edgar. Os Sete Saberes necessários à Educação do Futuro. São Paulo: Cortez, 2002.

PETTER, M.M.T. (2000) Talvez sejam africanismos. Estudos Lingüísticos XXIX – GEL– Grupo de estudos Lingüísticos do Estado de São Paulo. v. 1: 713-718.


SILVA, Ana Célia da. A discriminação do negro no livro didático. Salvador: CED, 1995.


SOUZA, Izabel Cristina de; GUASTI, Maria Cristina Figueiredo Aguiar. Cultura africana e sua influência na cultura brasileira. Anais do XLI ENEBD Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro - RJ Universidade Federal Fluminense, Niterói - RJ, Universidade Federal do Rio de Janeiro,
Rio de Janeiro – RJ, 2018.


SOUZA, Marina de Mello e. África e Brasil Africano. São Paulo: Ática, 2014.

CAPA Revista Amplamente 2.png

COMO CITAR:

FERNANDES, C. R. F. O legado dos povos africanos para a formação da cultura brasileira e inserção de sua história no currículo escolar. Revista Eletrônica Amplamente, Natal/RN, v. 1, n. 2, p. 107-115, abr./jun. 2022.

Publicado: 20/06/2022

LICENÇA:

 

Licença CC-BY-NC-ND

Todo o conteúdo desta Revista eletrônica está licenciado sob uma Licença de atribuição Creative Commons. Atribuição-NãoComercial-
SemDerivações 4.0 Internacional.

Atribuição — Você deve dar o crédito apropriado, prover um link para a licença e indicar se mudanças foram feitas. Você deve fazê-lo em qualquer circunstância razoável, mas de nenhuma maneira que sugira que o licenciante apoia você ou o seu uso.

NãoComercial — Você não pode usar o material para fins comerciais.

SemDerivações — Se você remixar, transformar ou criar a partir do material, você não pode distribuir o material modificado.

bottom of page